top of page

O que é Branded Content?




Time de UX design
Barnded Content

BRANDED CONTENT


É a comunicação pelo conteúdo, cuja estratégia se baseia na consolidação da imagem de uma marca por meio do desenvolvimento e da publicação de conteúdo.


Vamos entender essa afirmação por meio de três pontos superimportantes que têm tudo a ver com o novo comportamento do consumidor, que é digital, e com a adaptação das marcas a esta nova realidade.


O conteúdo é o responsável pelo desenvolvimento da narrativa e por levar uma história até o cliente. É ele que, na ponta, entrega a proposta de valor que a marca deseja passar para seus consumidores, e isso é feito, hoje, pelo uso de técnicas de Marketing de Conteúdo.


Cansados da abordagem tradicional do marketing, acostumado a interromper a experiência do consumidor por meio de anúncios agressivos e invasivos, os clientes passaram a adotar, em massa, os chamados ad blockers, bloqueadores digitais de anúncios que são instalados e browsers (navegadores de internet),

passando a rejeitar táticas de venda tradicionais. Dessa forma, as empresas passaram a necessitar de conteúdo orgânico (mídia própria, não paga).


Nesse momento, os canais de marca passam a ser fundamentais. As empresas buscam, elas mesmas, serem as referências de seu segmento, produzindo e publicando conteúdo em seus canais, de forma a atrair, conquistar e envolver o público-alvo.



Planejamento de conteúdos
Objetivos de marca


OBJETIVOS DE MARCA X OBJETIVOS DECONTEÚDO


As marcas criam conteúdos de acordo com a sua maturidade digital.

Usando como exemplo a presença em mídias sociais, podemos pensar em três variáveis em termos de grau de maturidade do usuário:


NÍVEL INICIAL

Usa as mídias sociais exclusivamente como canais de promoção de conteúdo. Não tem grandes pretensões de conversão, gestão de reputação nem posicionamento de marca. Quer apenas marcar presença. Sua preocupação com resultados é rasa e, na maioria das vezes, quantitativa: Quer grandes volumes, tais como número de compartilhamentos, curtidas, reposts, número de fãs, seguidores etc. Para clientes nesse estágio, o desenvolvimento do planejamento completo, que contemple as linhas editoriais mais complexas, com conteúdos que visem ao engajamento e às métricas de sentimento não são necessárias, já que ele está preocupado com presença.


NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Usa as mídias sociais como plataformas de relacionamento e conversação. Nesse ponto, as preocupações são um pouco mais complexas: As marcas buscam análises quantitativas e qualitativas – já entenderam, por exemplo, que podem usar os canais não apenas para exposição, mas principalmente como meio de comunicação, atendimento e relacionamento com o cliente. Os resultados esperados são comentários, aumento

de taxas de engajamento e envolvimento com as publicações em geral. Para este cliente, o desenvolvimento de um planejamento completo, com linhas editoriais que envolvam criação de pilares de conteúdo e temas com foco em atração e engajamento de público já é importante.


NÍVEL MADURO

Usa as mídias sociais não apenas para se conectar com seu público, mas como canais fundamentais para a construção de marca, posicionamento e gestão de branding. Nesse estágio, os canais também são usados como parte da estratégia de negócios (conversão, venda, geração de leads etc).

As métricas de resultado, aqui, são fruto do cruzamento de resultados quantitativos e qualitativos e resultados financeiros, inclusive.

Para estes clientes, uma análise de cenário é primordial e, é necessário desenvolver conteúdos focados não só na atração de público, mas também no engajamento, conversão e retenção dos clientes, já que o digital é o negócio dele.


Definido o nível de maturidade da marca, o caminho de tomada de decisão quanto aos objetivos a serem alcançados pelo conteúdo se torna mais claro.




bottom of page
\